Uma idosa de 65 anos teve mais de 50 larvas retiradas da sua boca, durante um pronto atendimento realizado no hospital Santo Antônio, em Itapema, no Litoral Norte de SC. A mulher, que sofre de Parkinson, doença degenerativa, está sob responsabilidade de uma das filhas, acusada de maus-tratos.

O caso vei o a público nesta terça-feira (27), por volta das 21h, quando uma guarnição da PM foi acionada pela equipe do hospital Santo Antônio e encontrou a idosa, de 65 anos, extremamente debilitada. Durante o exame, a médica encontrou larvas vivas dentro da boca da vítima.

A equipe do hospital retirou mais as larvas da boca da idosa, que também estava com todos os dentes em estado precário, segundo a PM. Ela foi encaminhada para o Hospital Municipal Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú, onde foi intubada para ter os dentes e o restante das larvas removidos.

 

 

A polícia conversou com uma das filhas da idosa sobre os maus-tratos, ainda no hospital, que relatou que uma irmã é responsável por cuidar da mulher há cerca de 10 anos.

Devido à doença, a vítima é totalmente dependente de cuidados, para higiene pessoal e até para se alimentar, o que é feito através de uma sonda.

Na casa da idosa, a filha responsável disse manter todos os cuidados com a mãe, e afirmou não saber como ela estava tão debilitada. Ela foi levada para a delegacia de polícia, onde foram tomadas as medidas cabíveis.

 

* Com informações do portal O Atlântico