Na manhã desta segunda-feira (27), uma mulher de 61 anos foi vítima do golpe do bilhete premiado, em Blumenau. O crime foi comunicado à Polícia Militar por volta das 11h50, quando a idosa acabou alertada por um funcionário da agência da Viacredi, na rua Júlio Michel, no bairro Fortaleza. Contudo, os criminosos já tinham fugido.

Segundo o relato, a vítima foi abordada por uma mulher jovem de cabelos castanhos e um homem de cabelos pretos, com aparência entre 30 e 35 anos. Durante a conversa, a idosa teria sido informada que a jovem tinha um bilhete premiado de R$ 30 milhões, mas que não conseguia sacar o valor porque havia perdido os documentos.

O homem questionou se a vítima gostaria de ajudar a mulher e que, caso aceitasse, ganharia em troca R$ 150 mil. Porém, a título de garantia, ela precisaria pagar uma quantia em dinheiro.

Após aceitar, a idosa foi levada de carro pelos estelionatários até uma agência da Viacredi na rua Francisco Vahldieck, também na Fortaleza. No local, ela fez o saque de R$ 7 mil e entregou o valor para a dupla, que afirmou que ainda faltavam R$ 3 mil, tendo em vista que o acordo seria de R$ 10 mil.

Eles, então, se deslocaram até a agência na rua Júlio Michel. Quando chegaram ao local, a idosa foi obrigada a deixar o celular no carro com a dupla. Dentro da cooperativa, a vítima desconfiou do golpe e relatou a história para um funcionário. A Polícia Militar foi acionada, mas os criminosos já haviam fugido com os R$ 7 mil.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Telegram Jaraguá do Sul