Hospital é condenado a pagar indenização após médico chamar pacientes de “pobre”

Foto: Imagem ilustrativa/Pixabay

Por: Elisângela Pezzutti

12/07/2023 - 12:07 - Atualizada em: 12/07/2023 - 12:50

Um hospital de Nova Venécia, no Noroeste do Espírito Santo, terá que indenizar duas pacientes, depois de um comentário feito por um médico. Segundo elas, o profissional teria chamado as duas de “pobre” após elas terem reclamado do frio enquanto aguardavam uma consulta.

De acordo com as mulheres, elas ficaram cerca de dez minutos aguardando a consulta em uma sala com o ar-condicionado ligado. Como sentiram frio, reclamaram da temperatura, momento em que o médico teria dito: “Pobre é assim mesmo, não suporta ar-condicionado”.

Ainda segundo as pacientes, elas ainda perguntaram se o médico estava brincando, ao que ele teria respondido: “Não. Estou falando sério. Pobre não suporta ar-condicionado mesmo não! E se não gostaram, o problema é de vocês”.

Mediante as provas apresentadas, o juiz considerou ofensivo o comportamento do médico, já que o tom da fala foi claramente preconceituoso e ainda deixou as mulheres sentindo frio, fazendo piadas contra a honra e dignidade.

O juiz ressaltou também que o hospital não tomou providências para apurar e responsabilizar o médico, concordando de forma implícita com a conduta do profissional e sendo omisso em relação ao dever de empregador.

Por esse motivo, o hospital foi condenado a indenizar as duas pacientes com o valor de R$ 3 mil cada. O juiz declarou considerar o valor suficiente paracoibir e evitar que situações voltem a acontecer.

O nome das vítimas e do médico não foram divulgados.

 

 

 

Notícias no celular

Whatsapp