O homem que sofreu uma parada cardiorrespiratória nas dependências da Loja Havan, do bairro Pinheirinho, em Criciúma, no final da tarde de ontem, não resistiu.

Jadson Conti, de 53 anos, chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas veio a óbito ainda na noite de ontem no Hospital São José.

No estabelecimento, os bombeiros iniciaram a manobra de reanimação com êxito já no primeiro ciclo, revertendo assim o quadro.

Durante o deslocamento até o pronto-socorro da unidade hospitalar, o paciente sofreu uma nova parada cardiorrespiratória, sendo prontamente reiniciada a manobra de reanimação e novamente revertido o quadro.

“Ao chegar ao hospital, o paciente foi deixado aos cuidados da equipe médica. Segundo familiares, o homem é cardiopata crônico e em outro período já havia sofrido uma parada cardiorrespiratória”, informou ainda ontem a corporação.

O corpo de Jadson foi sepultado no Cemitério do Rio Maina na tarde desta terça-feira.