Ivan Gregory Barbosa, um dos homens apontados com responsável por uma chacina registrada em hotel no Norte da Ilha de Santa Catarina, em 2018, quando cinco pessoas foram assassinadas, foi julgado e condenado a 43 anos e 20 dias de reclusão em regime inicial fechado, durante sessão do Tribunal do Júri realizado na comarca da Capital.

Ivan teria sido contratado para participar do crime e no dia da chacina ele teria rendido as vítimas e vigiado o local.

 

Fachada do hotel onde ocorreu o crime | Foto: Polícia Militar

 

As vítimas foram Paulo Gaspar Lemos, 78 anos; Leandro Gaspar Lemos, 44 anos; Paulo Gaspar Lemos Júnior, 51; Kátya Gaspar Lemos, 50; e Ricardo Lora, 39 anos. Todos foram asfixiados num dos quartos do hotel. O crime teria sido motivado por dívidas.

A juíza Mônica Bonelli Paulo Prazeres presidiu os trabalhos, que se estenderam por 10 horas. Na sessão, estavam presentes também o promotor de justiça, Andrey Cunha Amorim, representante do Ministério Público; e a Defensora Pública Fernanda Mambrini Rudolfo, representante do acusado.

Com relação a Francisco José da Silva Neto e Michelangelo Alves Lopes, os outros dois acusados pelo mesmo crime, o processo foi cindido e aguarda nova data para julgamento

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança