Um crime bárbaro registrado no ano passado, em Joinville, deve ser esclarecido nesta terça-feira (18), pelo Tribunal do Juri do Fórum de Joinville. No banco dos réus estará, Kassio Nardes Faustino, um morador de rua indiciado pela Polícia Civil e denunciado pelo Ministério Público de Santa Catarina como suspeito de matar dois colegas: Sidney Roberto de Souza e Daniel Lopes de Melo.

LEIA MAIS: Duas pessoas são mortas a pauladas na BR-101, em Joinville

Segundo o processo, o duplo assassinato foi cometido na tarde do feriado da independência, 7 de setembro, à margem da rodovia BR-101, na altura do km 21, próximo ao Ceasa de Joinville.  O motivo do crime foi fútil, ou seja, em decorrência de pequena discussão.

A Delegacia de Homicídios de Joinville apurou que minutos antes do crime, aconteceu um desentendimento entre os quatro homens, no pátio de um posto de combustíveis. Naquela ocasião, um dos funcionários do posto acalmou os ânimos dos envolvidos, mas não adiantou.

Kassio é acusado de golpear as vítimas com um caibro de madeira na cabeça, enquanto elas estavam repousando à beira da estrada. Os golpes causaram a morte de ambas as vítimas por "ferimentos cranioencefálicos".

Uma das vítimas chegou a ser socorrida com vida, mas morreu no hospital | Foto Redes Sociais Arquivo/OCP News

O réu é acusado pelas duas mortes. Uma testemunha que transitava de bicicleta pela margem da BR-101 presenciou toda a ação e chamou pelos bombeiros. Uma das vítimas não resistiu e morreu no local e a outra encontrava-se em estado crítico e não sobreviveu.

A sessão do júri será presidida pelo juiz Gustavo Aracheski, tendo como promotor César Engel e o defensor do réu, advogado Pedro Wellington Alves da Silva, e tem início às 9 horas.

*Windson Prado, com informações da Assessoria de imprensa do TJSC

Quer receber as notícias no WhatsApp?