O homem que gravou um vídeo agredindo duas adolescentes se apresentou na Delegacia de Polícia Civil de Indaial, no Vale do Itajaí, na tarde desta quarta-feira (27). As meninas que aparecem nas imagens seriam filha e enteada.

Durante o interrogatório, ele afirmou que só falaria sobre o incidente em juízo e foi liberado. Agora, um inquérito será aberto e encaminhado ao Poder Judiciário. Os policiais também ouviram as duas filhas do homem, a enteada e a ex-esposa, com quem compartilha a guarda das meninas de 17, 13 e 11 anos.

O homem teria feito o vídeo para mostrar sua indignação com a segunda gravidez da sua enteada, de apenas 17 anos. As imagens mostram ele dando vários tapas no rosto de duas meninas, inclusive uma delas estando com um bebê no colo. A terceira filha teria sido obrigada a filmar a cena.

As meninas relataram que essa foi a primeira vez que sofreram agressões do pai. O vídeo foi encaminhado para a mãe e acabou sendo divulgado nas redes sociais. O homem deve ser acusado por crime de tortura e lesão corporal. Em 2014, ele já havia respondido por acusação de ameaçar a até então esposa.

Quer receber as notícias no WhatsApp?