A Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI) da Polícia Civil prendeu, nesta terça-feira (30), em São Miguel do Oeste, um homem de 35 anos que extorquia mulheres via redes sociais. O homem convencia mulheres a enviar imagens e vídeos íntimos e depois as extorquia, pedindo quantias em dinheiro, as ameaçando de divulgar o conteúdo.

O criminoso fazia contato através do Facebook. Depois de algum tempo de contatos frequentes com as vítimas, as quais o investigado cortejava e chegava a pedir em namoro, as vítimas enviavam as fotos ou vídeos íntimos.

Há registro de mais de 20 mulheres que, desde 2016, foram vítimas do criminoso no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, inclusive na cidade de São Miguel do Oeste onde o homem foi preso.

A delegada Luciane Junges, da DPCAMI de São Miguel do Oeste, esclarece que "a partir deste ano, a transmissão ou divulgação de imagens envolvendo cenas de sexo, nudez ou pornografia sem o consentimento da vítima passou a ser crime que prevê de um a cinco anos de reclusão.

A investigação sobre os crimes está em andamento na Polícia Civil e será encaminhada para o Poder Judiciário.

A delegada ainda alerta que "crimes praticados por meio da internet têm sido cada vez mais comuns e as pessoas devem adotar uma postura responsável na rede, visando minimizar os riscos de uma exposição indesejada".

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?