A Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI) prendeu, nesta terça-feira (30), em São Miguel do Oeste, um homem de 35 anos que extorquia mulheres via redes sociais. O homem convencia mulheres a enviar imagens e vídeos íntimos e depois as extorquia, pedindo quantias em dinheiro, as ameaçando de divulgar o conteúdo.

O criminoso fazia contato através do Facebook. Depois de algum tempo de contatos frequentes com as vítimas, as quais o investigado seduzia e chegava a pedir em namoro. Então, as vítimas enviavam as fotos ou vídeos íntimos.

Há registro de mais de 20 mulheres que, desde 2016, foram vítimas do criminoso no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, inclusive na cidade de São Miguel do Oeste, onde o homem foi preso.

A delegada Lisiane Junges, da DPCAMI de São Miguel do Oeste, esclarece que "a partir deste ano, a transmissão ou divulgação de imagens envolvendo cenas de sexo, nudez ou pornografia sem o consentimento da vítima passou a ser crime que prevê de um a cinco anos de reclusão.

A investigação sobre os crimes está em andamento na Polícia Civil e será encaminhada para o Poder Judiciário. “Crimes praticados por meio da internet têm sido cada vez mais comuns e as pessoas devem adotar uma postura responsável na rede, visando minimizar os riscos de uma exposição indesejada”, alerta a delegada.