Um trabalho de integração entre a Polícia Civil de Santa Catarina e a Polícia Militar de São Paulo resultou na prisão de um homem de 35 anos. Ele é suspeito de cometer o crime de estupro de vulnerável contra a enteada, de 12 anos. O acusado foi preso após troca de informações entre as duas instituições.

O inquérito policial que investiga o crime tramita na Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) de Araranguá. O suspeito, que já utilizava monitoramento eletrônico em razão dos mesmos fatos, fugiu após romper a tornozeleira, na manhã de 2 de dezembro.

A partir de então, a Polícia Civil realizou diligências no sentido de localizar o investigado e informações davam conta de que ele teria fugido para o Paraguai ou para São Paulo, onde reside a irmã.

Localização

Na sexta-feira o suspeito foi localizado na cidade paulista de Itapetininga. Ele foi preso por uma guarnição da Polícia Militar e deverá ser recambiado para Araranguá, onde responde pelo crime.

O delegado Paulo Caixeta Braga Junior, da DPCAMI de Araranguá, fez contato com a PM de São Paulo que possibilitou a prisão do suspeito.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp