Um homem foi condeado pela Justiça a 20 anos de reclusão, em regime fechado, pelo assassinato de sua companheira, em quem desferiu oito facadas na noite de 20 de dezembro de 2020.

Ele foi sentenciado em sessão do Tribunal do Júri na comarca de Itapiranga, no Extremo Oeste do Estado.

Com a qualificadora de feminicídio, o crime teve ainda o agravante de ter sido cometido na presença da filha do casal, de apenas cinco anos.

Ciúmes envolveram as circunstâncias da desavença inicial entre algoz e vítima, que faziam um churrasco com familiares em residência.

O juiz Rodrigo Pereira Antunes foi responsável pela condução dos trabalhos, realizados na sexta-feira (15).

O réu pode recorrer da sentença, mas seguirá recolhido ao presídio, onde já está, aliás, desde a data do feminicídio.

*Com informações de TJSC.