A Polícia Civil, com o apoio da Polícia Militar, prendeu nesta quinta-feira o suspeito do feminicídio ocorrido no sábado em Aurora, no Alto Vale catarinense. Cícera Raquel da Silva Araújo, de 18 anos, grávida de sete meses, foi assassinada com um tiro na cabeça pelo companheiro, José Medeiros, de 32 anos. O crime ocorreu ainda na frente da enteada da vítima, de apenas um ano e meio.

As forças de segurança da região do Alto Vale estavam desde o dia do crime em buscas de informações que levariam ao paradeiro do investigado. O veículo de José foi encontrado na manhã de domingo abandonado no centro de Agronômica.

Após angariar elementos probatórios, a Polícia Civil representou por medidas cautelares, as quais tiveram o parecer favorável do Ministério Público e o deferimento do Poder Judiciário.

Preso no Sul do Estado

Depois de investigação, os policiais chegaram ao local em que o foragido ficou abrigado até a noite de segunda-feira, em uma residência no bairro Sumaré, em Rio do Sul. Na madrugada de segunda para terça-feira, o homem se deslocou para Braço do Norte, no Sul do Estado, em um veículo alugado, ficando escondido em uma residência no interior daquele município.

Após troca de informações com policiais civis da Delegacia de Polícia de Braço do Norte, eles então conseguiram capturar o foragido na casa apontada.

"O suspeito foi preso e encaminhado ao Presídio Regional de Tubarão. Os trabalhos prosseguem para o total esclarecimento dos crimes investigados. Houve apoio nos trabalhos investigativos de policiais civis da DPCAMI/PCSC, DIC/PCSC, CRPP/PCSC, DPMU/PCSC de Aurora e Agronômica, DPCO/PCSC de Braço do Norte, Polícia Militar de Rio do Sul e Polícia Militar de Agronômica", concluiu a Polícia Civil.