Na manhã desta sexta-feira (4), a Policia Civil de Campo Alegre cumpriu um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça contra um homem indiciado por perseguição e coação no curso do processo.

Conforme a apuração, o homem é suspeito de efetuar ameaças de morte contra funcionárias da assistência social e agente comunitária de saúde da Prefeitura de Campo Alegre, por não concordar com a determinação judicial de retirada provisória de seus filhos do seu poder.

O suspeito, então, passou a perseguir as vítimas, responsáveis pelo cumprimento da medida, e ameaçá-las de morte com um facão, indo inclusive nos locais de trabalho e residência delas, impondo temor e ameaças.

Diante das insistentes ameaças e perseguição, a Polícia Civil representou pela prisão do indiciado. O primeiro pedido foi indeferido pelo Judiciário. As ameaças pelo autor voltaram a ocorrer na última quarta-feira (2), desta vez contra a sua companheira, com emprego de objeto semelhante a uma arma de fogo que teria sido adquirida por ele para amedrontar as vítimas.

Houve novo pedido de prisão preventiva à Justiça. Em regime de plantão, dada a urgência e gravidade dos fatos, o novo pedido foi atendido e a medida deferida. Na manhã desta sexta-feira, ele foi localizado e preso pelos policiais civis de Campo Alegre e São Bento do Sul em Joinville. O preso será encaminhado ao Presídio Regional de Mafra.

*Com informações da Polícia Civil.