A Polícia Civil do Estado do Ceará prendeu um homem suspeito de uma série de estupros em Fortaleza.

Pelo menos dez vítimas foram identificadas, duas delas prestaram depoimento.

De acordo com as investigações, ele utilizava uma rede social em nome de uma mulher, que ofertava emprego como babá, e atraia as vítimas que se interessavam pela vaga.

A prisão ocorreu nessa sexta-feira (27), no bairro Carlito Pamplona, em Fortaleza, após o cumprimento de um mandado de busca e apreensão.

Nos aparelhos telefônicos apreendidos com o homem, a Polícia Civil localizou dezenas de vídeos que comprovam a prática criminosa.

Os detalhes do trabalho policial, desenvolvido pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Fortaleza, foram divulgados na manhã desta segunda-feira (30), em coletiva de imprensa na sede da Polícia Civil, no Centro.

Paulo Henrique Santos Monteiro, de 34 anos, era investigado pela DDM de Fortaleza pelo crime de estupro.

As apurações apontam que o suspeito, se utilizando de perfis falsos em redes sociais em nome de mulheres, oferecia vagas de empregos.

As vítimas entravam em contato com ele, acreditando que conversavam com uma mulher, e então, após ganhar a confiança delas, ele marcava um encontro.

Porém, no dia, se passando pela possível contratante, ele explicava que não poderia ir ao encontro da vítima, mas que seu esposo iria buscá-la para levar até a suposta residência onde ela trabalhava como babá.

Era dessa forma que as vítimas não desconfiavam do homem. Após encontrá-lo, as vítimas eram levadas para um terreno no bairro Jacarecanga, onde eram estupradas.

Em depoimento, o homem confessou a prática criminosa. Ele afirmou que cometia o crime há, pelo menos, seis meses.

 

 

Durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão na residência do suspeito, os policiais encontraram uma câmera fotográfica e quatro celulares contendo conteúdo pornográfico de Paulo com as vítimas.

Diante de todo o material encontrado, ele foi preso em flagrante pelo crime de registro não autorizado da intimidade sexual, conforme artigo 216 B do Código Penal, além de também ser autuado pelo crime de adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente, conforme artigo 241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Entre o material encontrado também tinha material pornográfico com crianças e adolescentes.

Neste final de semana, o suspeito teve a prisão em flagrante convertida para preventiva.

A Polícia Civil mantém as investigações no sentido de localizar mais vítimas do suspeito.

As vítimas devem procurar a sede da Delegacia de Defesa da Mulher em Fortaleza para registrar a ocorrência.

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre segurança pública da região (acidentes de trânsito, ações policiais):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança