O homem que sofreu uma parada cardiorrespiratória nas dependências da Loja Havan, do bairro Pinheirinho, em Criciúma, no Sul do Estado, no final da tarde de ontem, não resistiu.

Jadson Conti, de 53 anos, chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas veio a óbito ainda na noite de ontem no Hospital São José.

No estabelecimento, os bombeiros iniciaram a manobra de reanimação com êxito já no primeiro ciclo, revertendo assim o quadro.

Durante o deslocamento até o pronto-socorro da unidade hospitalar, o paciente sofreu uma nova parada cardiorrespiratória, sendo prontamente reiniciada a manobra de reanimação e novamente revertido o quadro.

“Ao chegar ao hospital, o paciente foi deixado aos cuidados da equipe médica. Segundo familiares, o homem é cardiopata crônico e em outro período já havia sofrido uma parada cardiorrespiratória”, informou ainda ontem a corporação.

O corpo de Jadson foi sepultado no Cemitério do Rio Maina na tarde desta terça-feira.