Um homem matou a ex-mulher e depois tirou a própria vida na manhã desta segunda-feira (9), em Itajaí. A tragédia aconteceu na casa em que Priscila Fernandes, 24 anos, morava, na rua Alexandre Dávila Batista, no bairro Murta.

O Corpo de Bombeiros Militar foi chamado para atender a ocorrência de uma vítima ferida por arma de fogo às 9h20. Ao chegar no local, a guarnição se deparou com duas vítimas, sendo uma mulher e um homem.

A jovem foi encontrada no chão, ao lado da cama, virada de barriga para cima, com um tiro na cabeça, um na mão e outro no ombro. Ela ainda estava com quatro dentes arrancados, que estavam jogados pelo quarto. André Luis Chaves, 29 anos, foi encontrado virado de bruços, com um tiro na cabeça. Ambas as vítimas estavam mortas.

O revólver calibre 32 usado no crime foi encontrado ao lado do corpo de André. Não havia sinais de arrombamento na residência, o que levanta a hipótese do homem ter cometido um feminicídio antes de se matar.

A irmã de Priscila, C.F. de 15 anos, dormia no quarto ao lado quando o crime aconteceu. Ela ouviu os barulhos na casa e se levantou. Sem saber que os dois estavam mortos, ligou para os pais, que moram na Vila Operária, para avisar que o ex-cunhado estava dentro da casa. Eles ligaram para a Polícia Militar. Foram os policiais militares que encontraram corpos caídos no quarto e chamaram os bombeiros.

Segundo a irmã, o casal viveu sete anos juntos, mas estavam há cerca de dois meses separados. André não aceitava o fim do relacionamento e já vinha fazendo ameaças de morte. Após se separarem, André, que estava desempregado, foi morar com a mãe em Caçador. Priscila alugou uma casa próximo ao seu trabalho, onde estava morando há um mês com o filho, a irmã e o cunhado.

Com informações do site Click Camboriú.