A Polícia Militar foi acionada na noite desta segunda-feira (21) por volta das 19h18, para verificar a situação de um homem em atitude suspeita no pátio de um supermercado na rua Antônio Três, no bairro Vorstadt, em Blumenau.

Quando a guarnição chegou no local, o homem de 39 anos foi abordado. Ao consultarem o nome do suspeito foi constatado pelos policias que havia um mandado de prisão em aberto.

Até ser algemado, o homem permaneceu calmo, mas quando foi colocado na viatura, ele fugiu para dentro do condomínio City Figueiras, onde mora com alguns familiares.

De acordo com a PM, foi necessário usar a força progressiva e técnicas de imobilização por conta do tamanho do homem. Ele se debatia e causou lesões nas autoridades e danos dos equipamentos.

Enquanto o homem dificultava o trabalho dos policias, passou pelo local uma viatura com o comandante da 7ª RPM, Coronel Jefferson Schmidt, que parou e deu apoio para as guarnições, junto com o Coronel Pimentel, que estava presente no local.

Com a chegada de mais apoio, o homem se acalmou e aceitou entrar na viatura.

Dois policias apresentaram lesões leves por conta do homem se debater muito, um dos soldados teve o cotovelo machucado, após cair no chão, e outro o joelho direito que chegou a rasgar o fardamento.

Devido aos fatos, o homem foi encaminhado para o Instituto Geral de Perícias (IGP) para realizar o exame de corpo de delito e seguir para o presídio Regional de Blumenau.

Mulher tem ataque de fúria em Pomerode

Na segunda-feira (21) uma situação semelhante aconteceu em Pomerode. Uma mulher de 36 anos precisou ser contida, após destruir alguns objetos do Hospital do município. A Polícia Militar foi chamada para atender a ocorrência e conduziu a mulher para a Delegacia.

A mulher ficou descontente com o atendimento do hospital e destruiu alguns objetos da recepção, durante o momento de fúria, a mulher quebrou um aparelho telefônico e também um equipamento de acrílico, segundo informações da Polícia.

Até a chegada das autoridades, os funcionário precisaram conter a mulher. Quando questionada pelos policias, ela disse que não gostou do atendimento e a raiva tomou conta das suas atitudes. A mulher foi encaminhada para a delegacia e irá responder por dano ao patrimônio público.