A Polícia Civil de Joinville investiga um possível caso de estupro envolvendo rituais de magia negra.

Na manhã desta terça-feira (22), os policiais cumpriram um mandado de busca e apreensão na residência do suspeito, no bairro Fátima.

 

 

Conforme a investigação, o homem de 42 anos mantinha um relacionamento com a suposta vítima, uma jovem de 16 anos, e teria praticado uma série de atos sexuais violentos sem o consentimento dela, durante rituais de magia negra.

A investigação da Dpcami (Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso) aponta que, após o término do relacionamento, o suspeito ainda teria estuprado a vítima outra vez.

Policiais encontraram uma ave silvestre mantida ilegalmente em uma gaiola | Foto: Polícia Civil

No local das buscas, foram apreendidos objetos e o aparelho celular do investigado.

Ainda durante a ação, os policiais localizaram um pássaro silvestre mantido ilegalmente em uma gaiola, o que motivou a condução do suspeito em flagrante por crime ambiental. Na Central de Polícia de Joinville, foi lavrado Termo Circunstanciado.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp