Oficiais de deportação do Serviço de Imigração e Alfândega dos Estados Unidos (ICE, da sigla em inglês) informaram que um brasileiro de 29 anos foi preso por abusar sexualmente de uma menina de 13 anos, de Criciúma.

Thomas Francis Donschat era foragido da Justiça de Santa Catarina, onde responde processo por estupro de vulnerável. As informações são do Jornal O GLOBO.

Um mandado de prisão contra Donschat foi emitido pelo Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina em junho de 2020. O réu, no entanto, “entrou nos Estados Unidos em uma data e local desconhecidos sem ser inspecionado ou admitido por um oficial de imigração”, informou o ICE.

"Donschat fugiu da justiça e tentou escapar da captura escondendo-se nos Estados Unidos. Sua prisão deve servir como um lembrete para os indivíduos que procuram tentar o mesmo crime, que a justiça não tem fronteiras", disse Lyle Boelens, diretor do escritório de campo da ERO Baltimore, por meio da assessoria de imprensa.

A prisão de Donschat ocorreu após solicitação da Polícia Federal do Brasil. As autoridades americanas foram informadas sobre o paradeiro do foragido ainda em 15 de junho e ele foi localizado e detido oito dias depois. Agora, aguarda o resultado de seu processo de extradição.

De acordo com o Ministério Publico de Santa Catarina (MPSC), Donschat manteve relações sexuais com uma adolescente, “mesmo possuindo plena ciência de que ela possuía apenas 13 anos de idade”.

Segundo a acusação, Donschat esteve com a vítima em motéis da cidade de Criciúma em pelo menos cinco ocasiões. O MP também sustenta que “o denunciado desvirginou a vítima”, conforme laudo pericial.