A Polícia Federal deflagrou a Operação Sombra para combater a produção, armazenamento e divulgação na internet de imagens e vídeos de exploração sexual de crianças e adolescentes, desta vez praticada por investigado com residência em Biguaçu, na Grande Florianópolis.

As investigações foram iniciadas há 6 meses, a partir de monitoramento da internet com cooperação internacional, o que identificou um usuário de software de comunicação de dados que transmitiu e recebeu vários arquivos contendo cenas de sexo explícito envolvendo crianças e adolescentes.

 

Arquivos com imagens

Foi efetuada busca e apreensão na residência de um indivíduo de 42 anos de idade, suspeito de possuir arquivos com imagens de abuso sexual de menores gravadas em mídias digitais, que foram apreendidas e cujo conteúdo será periciado.

O suspeito utilizava outro nome de usuário na internet para comercializar os arquivos ilícitos, ocultando sua verdadeira identidade.

Pena de 18 anos

As penas previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente para os crimes de produção, posse e transmissão desses arquivos ilegais podem, somadas, chegar a 18 anos de prisão.

A PF segue continuamente realizando ações, a fim de reprimir o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes em todas as suas modalidades.

Nome da operação

O nome da operação faz alusão a personalidades indesejáveis posicionadas nas vidas de menores de idade, muitas vezes por um longo tempo, com efeitos traumáticos causados pelos abusadores.

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança