Um homem foi preso na última terça-feira (5) por suspeita de roubar o carro de um padre em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, onde foi encontrado com uma quantia de R$ 23 mil em espécie.

O suspeito teria distribuído parte do dinheiro que estava no interior do veículo a populares pelas ruas da cidade.

A Polícia Militar de Pernambuco foi chamada por um popular, que desconfiou de um carro “Fiat Toro” circulando pela Estrada da Maniçoba.

Os policiais visualizaram o carro no local indicado pelos denunciantes e realizaram a abordagem.

Segundo a PM, ao ser questionado sobre a procedência do veículo, o condutor entrou em várias contradições.

Na revista no interior do carro, os policiais avistaram o dinheiro, que o suspeito também não soube explicar a origem.

Então, a PM entrou em contato com o proprietário do veículo, Márcio Cândido dos Santos, pároco da Paróquia de São José, da cidade de Canapi, no Sertão de Alagoas.

Ele contou à corporação ter sido assaltado e que o dinheiro e todos os objetos no interior do veículo pertenciam à Paróquia.

Padre explica o caso

Pelas redes sociais, o padre Márcio disse que o homem o abordou, armado, na estrada.

"Fui em um retiro dos padres na última segunda feira e o percurso é por Caruaru. Chegando lá, jantei, pernoitei e, dentre esse intervalo, eu senti um mal-estar. Em sequência, fui direto para o hospital, para saber o que era e verificar a pressão. Nisso, no caminho, quando eu estava estacionando o carro, um dos indivíduos suspeitos se aproximou do meu carro e pediu para que eu o levasse ao centro da cidade.”

“Esse indivíduo estava totalmente drogado e portava uma arma, porém não sei se era de fogo ou branca. Eu segui para o hospital e larguei o carro, e ele ficou lá. Ele travou o carro e correu para outro canto, voltando às quatro horas da manhã, com outro comparsa, e roubando o carro da paróquia. E, neste veículo, estava o dinheiro, que tanto estão falando", relatou Márcio.

Ainda no mesmo vídeo, o padre explicou que a quantia total era de R$ 24 mil, que seria usada para pagar compromissos da igreja.

“Eu tenho um boleto de camisas da peregrinação de Padre Cícero, que vai acontecer nos próximos dias, no valor de R$ 11.872,50. Eu também estava levando dinheiro para pagar a cúria, R$ 6 mil reais, que corresponde a três meses que eu estava devendo e três meses de pagamento adiantado. Estava levando R$ 4 mil reais, para pagar quatro meses de UVS. Já o restante do dinheiro que eu estava levando era para comprar uma mesa de som e uma caixa para as capelas", disse Cândido.

Suspeito admite roubo

Ao portal Caruaru no Face, o suspeito contou outra história. Ele disse que pegou carona com o padre às 2h30 da madrugada após ter sido parado por ele na BR-104, e questionado sobre onde ficava o Centro da cidade.

“Eu disse que ia para lá, e ele disse que ia me deixar, mas passou direto e foi parar no [Hospital] Mestre Vitalino. Como ele não me deixou onde eu queria, fiquei com raiva e roubei a Toro. Eu estava sem arma, mas ele desceu com medo e me deixou sozinho”, contou o suspeito, que disse só ter visto o dinheiro no carro depois. “Eu saí oferecendo: ‘olha o dinheiro, galera, vamos, cheguem'''.

 

*Com informações do portal Correio 24 Horas.

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre segurança pública da região (acidentes detrânsito , ações policiais):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança