Homem é preso após matar dois cães a tiros no Norte de SC

Foto: TJSC/Divulgação

Por: Claudio Costa

26/08/2023 - 07:08 - Atualizada em: 26/08/2023 - 07:47

Um homem suspeito de matar dois cachorros e deixar outro com ferimentos graves, em Canoinhas, foi preso preventivamente, após manifestação favorável da 3ª Promotoria de Justiça da cidade.

O Juízo da Vara Criminal da Comarca de Canoinhas atendeu representação da Polícia Civil e decretou a prisão preventiva do acusado e deferiu os mandados de busca e apreensão na residência do investigado. O cumprimento dos mandados aconteceu na quarta-feira (23).

Para o Promotor de Justiça Luan de Moraes Melo “o modo nefasto como os crimes foram praticados demonstra o especial perigo concreto da conduta do agente: o assassinato dos cães, com premeditação, ocorreu na presença de diversas crianças (causando presumível trauma) e adultos da vizinhança, com disparos de arma de fogo (meio cruel e barulhento de execução), a registrar que o agente pouco ou em nada se importou com o descobrimento e a punição dos delitos, afrontando a comunidade no entorno e desafiando o sistema de justiça, que respondeu de maneira rápida e efetiva”.

Na decisão, o Juízo da Vara Criminal da Comarca de Canoinhas expôs que as particularidades envolvidas na prática do crime em questão revelam periculosidade concreta do agente e constituem fundamento bastante a ensejar a decretação da prisão preventiva para garantia da ordem pública, a fim de proteger a sociedade. Isso porque, em resumo, quem agride um animal pode facilmente agredir ou fazer mal a seres de sua mesma espécie, impondo-se o resguardo da integridade das testemunhas.

Entenda o caso

Conforme investigação, o suspeito atirou contra três cães que estavam em uma estrada do município. Com a ação, matou dois dos animais e deixou outro ferido. O fato aconteceu no sábado (19) no interior do município. Vídeos com os animais agonizando também circularam nas redes sociais e em aplicativos de mensagem.

Com as imagens dos vídeos e a denúncia recebida pela Polícia Civil, com relatos de que uma pessoa estaria tirando a vida de cachorros na beira da estrada, foi instaurado Inquérito Policial (IP) para apurar os fatos. O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) manifestou-se favorável à representação da Polícia Civil à justiça para requerer a prisão preventiva e a expedição dos mandados de busca e apreensão.