Um homem foi morto pela Polícia Militar em Camboriú, no Litoral Norte Catarinense, na madrugada deste domingo (13), quando fugia após assaltar um táxi e fazer um taxista refém. De acordo com o tenente coronel Evaldo Hoffmann, o segundo envolvido no crime conseguiu fugir.

Conforme Hoffman, o criminoso de 27 anos, entrou no táxi com o outro homem no Centro de Balneário Camboriú e pediu para ser levado a uma casa noturna de Camboriú. Ao chegarem ao local, os dois homens anunciaram o assalto e levaram o taxista como refém até Brusque, no Vale do Itajaí.

Durante o deslocamento, na Rodovia Antônio Heil, se depararam com uma viatura da PM de Itajaí. Segundo Hoffmann, os policiais desconfiaram do táxi rodando com um pneu furado e o mandaram parar. O veículo não parou e acessou uma estrada vicinal até Camboriú. Ao chegar ao bairro Rio Pequeno, com a ajuda de outra viatura da PM, o táxi foi abordado. Os dois criminosos tiraram o aparelho de som do táxi e saíram correndo em direção a um matagal.

Um deles se escondeu em uma vala com a arma usada para ameaçar o taxista, que foi apontada aos policiais. Conforme Evaldo Hoffmann, os agentes mandaram que ele largasse a arma, mas como não largou, deram três tiros contra ele.

De acordo com Hoffmann, ele tinha várias passagens pela polícia e um mandado de prisão ativo por roubo. O taxista não ficou ferido. Um inquérito policial militar deve apurar a conduta dos policias durante a ocorrência. O segundo envolvido no assalto está sendo procurado pela corporação.

*Com informações do G1 SC | Foto Click Camboriú/Divulgação