A Polícia Civil de Orleans concluiu o inquérito que apurou crime de dano qualificado, após a destruição da placa existente na cabeceira da ponte da comunidade de Ponte Preta, no dia 9.

O fato, que ganhou repercussão na mídia e redes sociais, culminou com o indiciamento de um homem. Ele foi identificado através de diligências do Setor de Investigação da delegacia, análise de imagens de câmeras de segurança e oitiva de testemunhas. Em interrogatório, negou a prática.

Segundo a Polícia Civil, o crime foi motivado pela ingestão de bebida alcoólica e discordância com a obra. Não houve motivação política e tampouco ação coordenada de adversários políticos da Administração Municipal.

"O prejuízo aos cofres públicos foi comprovado por laudo pericial. O indiciado, uma vez condenado, será apenado com detenção de até três anos e multa, além da obrigação de reparar o erário", colocou a corporação.