O Tribunal do Júri da comarca de Pomerode condenou na sexta-feira (27/8) um homem a 24 anos e seis meses de reclusão pelo crime de homicídio duplamente qualificado - por motivo fútil e feminicídio - na presença das filhas da vítima. O réu era acusado do assassinato da sogra ocorrido em novembro do ano passado. A sessão de julgamento foi presidida pelo juiz Edison Alvanir Anjos de Oliveira Junior, titular da 2ª Vara da comarca de Pomerode.

De acordo com a denúncia do Ministério Público o crime ocorreu durante uma discussão familiar. Se prevalecendo das relações domésticas, o réu investiu contra a genitora da companheira, desferindo-lhe um golpe de faca no abdômen, ferimento que causou a morte da vítima, dias após internação hospitalar.

O homem não poderá recorrer da decisão em liberdade, uma vez que sua prisão ainda se faz necessária para a garantia da ordem pública. O júri popular que iniciou às 13h e encerrou por volta das 17h30min ocorreu a portas fechadas, sem a presença do público, em respeito às normas impostas por causa da pandemia de Covid-19 no salão do Tribunal do Júri da comarca de Pomerode.

A decisão é passível de recurso.

Receba as notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp clicando aqui.