Na Comarca de Urussanga, um réu foi condenado a 24 anos de prisão por homicídio duplamente qualificado. Ele matou um desafeto por conta de discussão sobre dívidas de drogas com um disparo de arma de fogo, em crime registrado no bairro De Villa, na localidade conhecida como Rio Barro Vermelho.

Na mesma sessão, outro homem, que no transcurso do caso assumiu o crime sem tê-lo cometido apenas para atrapalhar as investigações, também foi condenado a quatro meses de detenção.

Ele foi enquadrado no crime de autoacusação falsa.