A primeira sessão do Tribunal do Júri da comarca de Bom Retiro neste ano acabou com a condenação de um homem, acusado da prática de feminicídio, à pena de 22 anos de reclusão em regime fechado.

O crime, ocorrido em junho de 2018, recebeu as qualificadoras de motivo fútil, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima.

Segundo a denúncia, o réu atacou a mulher com golpes de faca na cabeça, arrancou sua orelha e ainda passou por cima de seu corpo com um carro repetidas vezes.

O veículo, aliás, ele havia roubado momentos antes. A sentença também incluiu esse crime, registrado na zona rural da cidade de Alfredo Wagner.

A sessão foi presidida pelo juiz Edison Alvanir dos Anjos de Oliveira Junior. Nesta quinta-feira (28), o magistrado estará em ação novamente para outro júri sobre feminicidio. Desta feita, o acusado teria assassinado uma mulher por estrangulamento.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?