Homem acusado de matar a esposa no Alto Vale deve permanecer preso, decide Justiça

Foto: Redes sociais

Por: Luan Tamanini

11/01/2024 - 14:01 - Atualizada em: 11/01/2024 - 14:59

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) manteve a prisão preventiva do homem acusado de matar a esposa a machadadas em Dona Emma, no Alto Vale do Itajaí.

O suspeito de 47 anos foi denunciado pelo crime de homicídio, com agravantes de motivo fútil, meio cruel, recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio.

A defesa dele, porém, entregou um habeas corpus à Justiça na pultima segunda-feira (8). No documento, o advogado do acusado pede que ele responda o processo em liberdade, alegando se tratar de um “homem trabalhador, com residência fixa, domicílio certo e emprego lícito”, que “se apresentou espontaneamente à Autoridade Policial.

O pedido, porém, foi negado pelo TJSC.

O crime

Darci Novah Vahl, de 56 anos, foi encontrada morta no dia 16 de dezembro. Segundo a Polícia Militar, ela apresentava lesões na cabeça provocadas por golpes de machado.

O marido da vítima não foi encontrado no local e foi classificado como principal suspeito do crime. Ele se entregou na delegacia no dia 19 de dezembro – três dias após Darci ser encontrada morta.