Após uma madrugada tensa, o momento é de levantamento em Criciúma.

Segundo a Polícia Militar, o cerco permanece montado e as guarnições do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e do Choque, de Florianópolis, já estão na cidade. O Bope da Brigada Militar do Rio Grande do Sul (RS) também está participando dos trabalhos.

Por volta de 2h30min, a situação parece ter sido pacificada no município. Inclusive vídeos, com veículos possivelmente dos criminosos, alguns até de luxo, deixam a cidade em comboio.

Devido à mobilização policial, quem tem se manifestado com mais frequência é o prefeito Clésio Salvaro.

A ação orquestrada da quadrilha de assaltantes a banco, da modalidade “o novo cangaço", levou terror nas últimas três horas.

Dezenas de criminosos, fortemente armados, cercaram a cidade, inclusive o 9º Batalhão de PM - alvo de diversos tiros -, provocaram explosões e incêndios a veículos, fizeram reféns e atiraram a esmo em diversos pontos e bairros. Roubaram cofres e caixas eletrônicas de agências bancárias. Um policial militar e um vigilante ficaram feridos.

“A cidade está respirando um pouco mais aliviada. A vida das pessoas em primeiro lugar. Se houvesse confronto e troca de tiros, a vida de inocentes poderia ser prejudicada. A polícia agiu de forma correta. Não se pode trocar bala, fogo cruzado, na área central da cidade, com apartamentos, pessoas. Foi surreal o que ocorreu com a nossa cidade”, avaliou o prefeito.

Além dos estilhaços, explosivos também foram deixados na área central, assim como dinheiro no chão, recolhido por várias pessoas.

Confira alguns vídeos

 

 

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul