Os moradores da região central de Florianópolis foram surpreendidos por foguetórios por volta das 21 horas desta quarta-feira (3), disparados de comunidades do entorno do Morro da Cruz. A manifestação durou mais de 20 minutos e também foi ouvida em outras partes da Capital.

Uma mensagem que circulou em grupos de mensagens indicava que a comemoração era de integrantes do PGC (Primeiro Grupo Catarinense), que estaria completando 18 anos de “atividades criminosas” no estado.

 

 

 

No texto, havia referência de que a festividade seria ordeira. “Não vamos aceitar badernas, festa, bebida ou qualquer coisa de fuja do comunicado”, diz a mensagem, dando a dimensão que os organizadores queriam evitar aglomerações.

A ação ainda não teve respostas dos órgãos de segurança, embora a mensagem tenha circulado em grupos de policiais.