O Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial promoveu uma reunião com os representantes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Civil, Polícia Científica e Polícia Rodoviária Federal para discutir meios de desobstruir as rodovias em Santa Catarina nesta segunda-feira (31).

O Governo do Estado coloca à disposição da PRF efetivo para buscar o fim dos bloqueios.

O presidente do Colegiado, perito-geral Giovani Eduardo Adriano, ressaltou que é necessário ter cautela no momento.

"Nós contamos com o bom senso dos manifestantes, até porque existem pessoas em situação delicada de saúde, como ambulâncias, além de carga viva de animais para os frigoríficos. Todo o nosso efetivo das forças de segurança está à disposição para garantir o direito de ir e vir dos catarinenses".

Comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina, o coronel Marcelo Pontes destaca a conversa com a PRF para achar a melhor maneira de desbloquear as rodovias.

"Só podemos agir sob demanda da Polícia Rodoviária Federal nas rodovias federais, por isso a conversa. Temos aumento no número de bloqueios nas rodovias estaduais e a nossa ação é ouvir os manifestantes e tentar negociar a liberação. Vamos pedir à Procuradoria Geral do Estado garantia também para, em caso de necessidade, legitimar de forma judicial o uso progressivo da força".

Membros da Associação Catarinense dos Supermercados, Fiesc e também Sindicato dos Comerciantes de Combustíveis e Derivados participaram da reunião e foram ouvidos sobre a entrega de mercadorias diante dos bloqueios nas rodovias.