Desde a adoção de medidas mais restritivas para o controle da pandemia de Covid-19, em 25 de fevereiro deste ano, as forças de segurança de Santa Catarina já realizaram 44.309 fiscalizações em todo o Estado. Trata-se de uma média de quase três mil registros diários. Nesse período, a Polícia Militar destacou 500 agentes exclusivamente para esse trabalho e realizou 90 interdições de estabelecimentos comerciais e 1.281 notificações. A corporação também expediu 103 boletins de ocorrência, fez 51 prisões e promoveu a assinatura de 1.051 termos circunstanciados.

Na visão do presidente do Colegiado de Segurança Pública e Perícia Oficial do Estado, coronel BM Charles Alexandre Vieira, o momento requer união da sociedade e respeito aos protocolos sanitários.

"Seguiremos atuando enquanto for necessário para garantir segurança e saúde a todos. É fundamental contar com a colaboração da sociedade para superarmos este momento difícil. Cada um de nós precisa fazer a sua parte”, frisa Vieira.

Segundo o comandante-geral da PMSC, coronel Dionei Tonet, os números mostram o resultado do trabalho realizado.

“Estamos fazendo um trabalho diuturno para atender a todas as demandas de descumprimentos das regras de Saúde e de operações diárias para garantir a segurança dos catarinenses. Precisamos contar com a ajuda de todos para que possamos vencer este momento”, diz o comandante.

 

Assim como já havia ocorrido nos dois fins de semana anteriores, as forças de segurança reforçaram a mobilização para o sábado e o domingo. As Polícias Civil e Militar e o Corpo de Bombeiros Militar seguem com o trabalho de orientação e de mediação de conflitos em Santa Catarina.

As denúncias podem ser feitas pelos canais da PMSC, por meio do número 190 e do aplicativo PMSC Cidadão, e do 181, da Polícia Civil.