O Governo do Estado de Santa Catarina se manifestou, por meio de nota, sobre a rebelião ocorrida esta manhã numa unidade prisional de Criciúma, onde agentes prisionais foram feitos reféns pelos detentos.

Nota oficial:

A Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP) informa que o movimento de subversão à ordem na manhã desta sexta-feira (14), na Penitenciária Sul, em Criciúma, foi finalizado.

Os dois policiais penais que ficaram reféns foram liberados sem ferimentos e estão passando por atendimento médico e psicológico. Os outros dois policiais penais feridos no início do tumulto receberam atendimento médico e foram liberados.

Conforme prevê a legislação, em função da existência de reféns, a negociação foi comandada pelo Batalhão de Operações Especiais (BOPE) da Polícia Militar de Santa Catarina.

*Às 17h, o Secretário da SAP, Leandro Lima, o Desembargador Leopoldo Bruguemann, Coordenador do GMF do TJSC, o Coronel Fraga, da PMSC e o Delegado Regional de Araranguá da PCSC, Diego de Haro, substituindo o Delegado Regional de Criciúma vão conceder entrevista coletiva à imprensa, na Penitenciária Sul.
Todos os jornalistas deverão usar máscara e manter o distanciamento social.