O Governo do Estado apresentou aos gestores escolares e às Coordenadorias Regionais de Educação a nova proposta de plano de carreira para os professores da rede estadual. As principais atualizações foram expostas pelo secretário de Estado da Educação, Luiz Fernando Vampiro, e o secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca.

Os avanços na tabela já haviam sido apresentados pelo governador Carlos Moisés aos deputados que compõem a Comissão Mista da Assembleia Legislativa na quarta-feira (24).

 

 

Segundo o secretário Tasca, a proposta deve ser encaminhada à Assembleia Legislativa até esta sexta-feira (26) “É uma construção feita a várias mãos, do Poder Executivo e do Parlamento. Por meio desse diálogo, foi possível evoluir na proposta que já está na Assembleia Legislativa e promover novos avanços na tabela do magistério”, finaliza.

A principal alteração em relação ao projeto de valorização original beneficia os professores com licenciatura plena, graduação e especialização (grupos 3 e 4), que terão reajuste salarial de no mínimo 20%. Para professores com mestrado e doutorado (grupos 5 e 6), a proposta segue com reajuste de até 56%.

Outra novidade anunciada hoje foi a valorização do trabalho de gestores e assessores de direção das escolas da rede estadual. Com o novo plano, esses profissionais receberão reajuste de 20% em suas gratificações.

Além disso, será proposto que, ao subir de nível na tabela (após concluir uma especialização, mestrado ou doutorado, por exemplo), o professor receba de acordo com o mesmo tempo de serviço (“letra”) considerado no nível anterior.