Seis mandados de busca e apreensão foram cumpridos nesta terça-feira (10) contra suspeitos de extorsão no chamado "golpe dos nudes" nos municípios gaúchos de Porto Alegre, Gravataí e Charqueadas e também em Florianópolis (SC).

De acordo com a Polícia Civil, o prefeito de uma cidade do Rio Grande do Sul foi extorquido após trocar fotos íntimas com um dos contatos, que se apresentava como uma suposta menina menor de idade. O nome do prefeito ou município não foi divulgado.

A investigação aponta que o grupo de golpistas é composto por 10 pessoas e parte da ação acontecia de dentro das celas de unidades prisionais, pois um dos chefes estaria preso no RS.

Os alvos preferidos eram homens com cargos públicos. O crime começa pelo envio de solicitações de amizade por redes sociais de adolescentes para homens. Depois, os criminosos fingem ser policiais e exigem valores em dinheiro via depósito bancário para não prender ou iniciar inquérito policial contra as vítimas.

O delegado responsável pela operação, Vinicios do Valle, informou que já solicitou ordens de prisão dos suspeitos à Justiça, mas elas foram indeferidas.

Com informações de g1.