Após engolir um grampo para cerca na terça-feira da semana passada em Corupá, o garoto Vittor, de apenas 4 anos e nove meses, precisou ficar cinco dias internado no hospital Jaraguá recebendo acompanhamento médico. O acidente doméstico com objeto perfurante ocorreu em casa no bairro Bomplandt.

O menino recebeu alta hospitalar no último sábado e passa bem. A mãe Juliana Rathunde contou como aconteceu:

''A gente estava tomando banho de piscina, e ele entrou para casa. Aí meu marido foi atrás dele, e ele veio gritando 'papai, papai, eu engoli um prego'. Ele tava se afogando, sabe... e quando peguei ele no colo o grampo desceu".

Foto Reprodução

Juliane disse que ninguém viu ele pegando o grampo. "Não sei da onde ele pegou isso. Meu marido faz uns negócios para plantar muda, porque temos floricultura, e ele provavelmente deve ter pego dali".

Os pais levaram primeiramente o filho até o Pronto-atendimento 24 horas de Corupá, que logo depois encaminhou o paciente para o hospital Jaraguá. "O caso dele era gravíssimo porque se o grampo passasse para o estômago poderia perfurar algum órgão, causar sangramento ou infecção".

Apesar da agonia durante o tempo no hospital, Juliana disse que o filho não teve dores e nem febre. "Ficou lá por cuidados de não perfurar nenhum órgão", explica. Vittor não precisou passar por cirurgia, pois eliminou por conta própria o grampo.

 

Foto Reprodução

Para Juliana, não foi um descuido, pois "crianças aprontam, querem mexer em tudo, colocam objetos na boca e não têm noção do perigo". Ela disse que o caso serve de alerta a todos os pais. Todo cuidado é pouco e em apenas um minuto situações como essa podem acontecer.

Quer receber as notícias no WhatsApp?