O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas) deflagrou a Operação Mercúrio.

A ação conta com o apoio das polícias Civil, Militar, Militar Ambiental, do IGP (Instituto Geral de perícias) e da Fazenda Estadual está ocorrendo nesta segunda-feira (26), em Jaraguá do Sul, Guaramirim e outras quatro cidades.

As 7ª e 26ª Promotorias de Justiça da Capitall e o GAECO investigam um possível esquema criminoso envolvendo desvio de bens, pagamento ilícito de diárias e supostas fraudes para aquisição de bens, locações e contratação de serviços no âmbito da administração de entidade paraestatal.

 

 

As apurações apontam na direção de possíveis crimes de peculato, corrução passiva, falsidade ideológica, e associação criminosa, dentre outras irregularidades atentatórias à moralidade administrativa.

Estão sendo cumpridos 11 mandados de busca e apreensão e duas ordens judiciais de afastamento de função.

Os mandados foram expedidos pelo Poder Judiciário (Vara Criminal da Região Metropolitana da Comarca da Capital) e estão sendo cumpridos por Promotores de Justiça e Policiais do GAECO, com o apoio do 14º Batalhão da Polícia Militar e da Divisão de Investigação Criminal de Jaraguá do Sul.

O nome da operação é uma alusão ao Deus Mercúrio, que na mitologia romana é o mensageiro da venda, do lucro e do comércio.

Mais detalhes da operação não podem ser revelados porque a investigação encontra-se sob sigilo judicial.