Fotos: tornado atinge município de Santa Cecília, em SC

DIvulgação/Defesa Civil

Por: Pedro Leal

05/09/2023 - 17:09

Por volta das 23h da noite do último domingo (3), o município de Santa Cecília foi atingido por um tornado, informou a Defesa Civil de Santa Catarina na tarde desta terça-feira (5). .

A tempestade ganhou intensidade e adquiriu características “supercelulares”, que foram identificadas por imagens do radar meteorológico de Lontras.

Por meio da análise combinada das imagens de radar e de fotos e vídeos do local atingido, a Defesa Civil de Santa Catarina confirmou a ocorrência de um tornado na localidade.

A velocidade dos ventos estimada pelo radar na região passou de 100 km/h. Também foi possível ver a presença de materiais não-hidrometeorológicos suspensos na atmosfera (como galhos, telhas, etc).

As imagens abaixo, extraídas pela Defesa Civil de SC do perfil do Facebook da Comunidade Anta Morta, mostram os danos do fenômeno numa plantação de Pinus:

Divulgação/Defesa Civil

Confira abaixo mais imagens tiradas pela Coordenadoria Regional da Defesa Civil de Curitibanos, feitas pelo coordenador regional Valdemar Lorega e entenda o processo de formação do tornado.

Divulgação/Defesa Civil

Na Figura 01, pontos (a) e (b), são exibidas imagens do radar meteorológico de Lontras da noite do domingo, 3 de setembro, com destaque para Santa Cecília. Na Figura 1, ponto (a) é apresentado o campo de refletividade (dBZ) às 23h07, onde é possível identificar o núcleo da supercélula que ocasionou o tornado.

Ainda Figura 01, ponto (b) mostra o campo de estimativa da velocidade do vento, também às 23h07, onde é possível observar um forte dipolo, o que indica a presença de uma intensa rotação da célula. A velocidade dos ventos estimada pelo radar na região indicada pelo círculo amarelo superou a escala de 30 m/s, ou seja, ficaram acima dos 100 km/h.

Já no ponto (c), é exibido o campo da variável ZDR às 23h16, que oferece uma estimativa da presença de materiais não-hidrometeorológicos suspensos na atmosfera (como galhos, telhas, etc). No círculo preto, é destacada a região da possível presença destes materiais, indicados pelos tons em azul da escala.