O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina divulgou informações sobre o trabalho de busca com cães em Petrópolis.

Até a noite desta terça-feira (22), as equipes já haviam encontrado sete vítimas, duas delas foram retiradas e outras cinco estavam em trabalho de extração por conta do difícil acesso.

Os binômios formados pelos animais e pelos bombeiros militares também conseguiram localizar partes de tecidos humanos.

Foto: Soldado De Souza/CBMSC/Divulgação

 

 

Outros apontamentos foram feitos pelos cães, mas há a necessidade de retirada dos escombros para a verificação da real situação.

Os bombeiros militares catarinense trabalham no Morro da Oficina.

Foto: Soldado De Souza/CBMSC/Divulgação

De acordo com a corporação, esta é umas do locais onde o acesso é mais difícil, pois fica localizada na parte de baixo.

Tudo que estava em cima do morro deslizou por cima da área.

Foto: Soldado De Souza/CBMSC/Divulgação

Há muita lama e escombros, o que deixa o trabalho mais difícil e delicado, já que a lama ainda está mole líquida.

Na segunda-feira (21), foi utilizado maquinário para extração.

Foto: Soldado De Souza/CBMSC/Divulgação

Na terça-feira, o capitão Alan Deley Cielusinski informou que foi uma técnica bastante usada em Santa Catarina, chamada desmanche hidráulico.

Foto: Soldado De Souza/CBMSC/Divulgação

Os bombeiros militares utilizam a força da água pressurizada para remover a lama. Esta técnica também foi aplicada em Brumadinho.

Foto: Soldado De Souza/CBMSC/Divulgação

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre segurança pública da região (acidentes de trânsito, ações policiais):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança