Uma idosa de 89 anos foi encontrada morta, com uma tesoura fincada no pescoço, na manhã da última sexta-feira (16), em Chapecó, no Oeste catarinense.

Ao portal ClicRDC, o delegado da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Chapecó, Vagner Papini, afirmou que a filha e o neto da vítima - que chamaram a polícia - são os principais suspeitos do crime.

“Como ninguém entrou na residência de 0h47, horário em que filha e neto da vítima saíram do local, às 7h30, horário que eles retornaram à casa, isso presume que o crime tenha sido praticado pelo neto e filha da vítima. Eles estão na Central de Plantão Policial (CPP), serão autuados em flagrante delito, mas o procedimento ainda está em andamento”, disse Papini.

A vítima foi identificada como Orentina da Silva Paye - segundo a polícia, ela tinha diversas perfurações pelo corpo.

Papini ressalta que a residência em que a idosa estava havia sido revirada, mas nenhum item fora levado do local. Ele conclui que, possivelmente, os autores tentaram simular um crime de latrocínio.

O delegado ainda frisa que uma testemunha alega ter escutado a filha da idosa lamentando o ocorrido: “Por que eu fui matar aquela ‘véia’? Podia estar em casa neste momento”, teria dito a suspeita.

Com informações do portal ClicRDC