Família suspeita de manipular licitações para transporte são alvo da Polícia Civil no Vale do Itajaí

Foto: Divulgação / Polícia Civil

Por: Luan Tamanini

26/10/2023 - 15:10 - Atualizada em: 26/10/2023 - 15:44

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quinta-feira (26) a 2ª fase da operação “Sinal Fechado”, que investiga uma família suspeita de manipular licitações para transporte no Vale do Itajaí. De acordo com a 4ª Delegacia Especializada em Combate à Corrupção (4ª Decor), foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão domiciliar em Rodeioo, sendo apreendidos objetos para posterior análise.

A 1ª fase da operação foi realizada em agosto de 2023. Na oportunidade, a polícia apurou um esquema ilícito em que integrantes de uma mesma família participaram de licitação para transporte escolar como se fossem representantes de empresas independentes. Esse fato ocorreu no município de Ascurra.

Dando continuidade às investigações, a 4ª Decor levantou informações de que o mesmo esquema foi praticado também na cidade de Rodeio. O caso mais recente é de um procedimento de pregão do ano de 2023, para prestação do serviço de transporte de pessoas, vencido por uma das empresas investigadas.

A investigação apurou ainda que o esquema criminoso foi executado em procedimentos de licitação nos anos de 2022, 2021 e 2020.

Agora, a investigação será finalizada e as informações serão encaminhadas ao Ministério Público para análise. Também participaram da operação desta quinta-feira (26) as delegacias de Polícia de Ascurra, Rio dos Cedros e Doutor Pedrinho.