O adolescente Felipe Wechter, de 14 anos, está desaparecido desde às 7h30 desta terça-feira (7) em Balneário Barra do Sul, no Litoral Norte de SC. Uma tia do garoto disse à reportagem do Jornal de Joinville que a família está preocupada e afirmou que isso nunca havia acontecido com eles. Felipe diz que não tem namorada, mas a família conseguiu acessar o facebook dele e encontrou conversas com uma garota de Ponta Grossa (PR). "Essas conversas diziam que a garota queria vê-lo. Se não iria se matar, pois estava com saudade", contou a tia Maria Ester Wecheter do Nascimento. Um colega de classe comentou que, no portão da escola, Felipe disse que não iria participar das aulas pois iria em um encontro, porém não citou o lugar e com qual pessoa. "Ele estava de camisa branca, calça jeans e com uma mochila azul. Os pais dele trabalham cedo e, segundo informações da irmã, ele só teria levado o material escolar na mochila", explicou Maria. Um boletim de ocorrência foi registrado ainda nesta terça-feira na Delegacia de Polícia. Descrito pela tia como um menino querido e bastante reservado, o adolescente estuda no sexto ano da escola estadual Dom Gregório Warmelling , no Centro, em Balneário Barra do Sul. A família também mora na região central da cidade. Os pais esperam que Felipe seja encontrado o mais rápido possível. Quem tiver qualquer informação que ajude na localização do garoto pode entrar em contato com a família através dos telefones (47) 99181-7377 ou 99123-1284 ou com a Polícia Militar no 190. 08/11 - 11h30 - ATUALIZAÇÃO O adolescente Felipe Wechter, de 14 anos, que estava desaparecido em Balneário Barra do Sul, no Litoral Norte de SC, voltou sozinho para casa na madrugada desta quarta-feira (8), segundo informações divulgadas pela família. De acordo com a tia Maria Ester, o sobrinho Felipe disse que foi para a escola, mas três colegas queriam agredi-lo. Para evitar o fato, ele contou que foi até uma casa abandonada perto da residência da avó, localizada no Centro. “Ele ficou lá durante todo o dia. Chegou até dormir em um banco e retornou para casa às 2h30 de hoje”, contou a tia.