Na tarde do último sábado, familiares de Karion Assis Fernandes, que está desaparecido desde 2010, procuraram pelo IML de Araranguá após publicação de matéria postada no site do Portal Agora sobre a ossada encontrada enterrada nas dunas da Praia da Caçamba, em Balneário Arroio do Silva.

Os restos mortais foram localizados na manhã de sábado e detalhes na publicação do conteúdo jornalístico chamaram a atenção dos familiares que reconheceram o cobertor e a aliança de compromisso com o nome de Maiara e a data gravada.

No site da Delegacia de Desaparecidos de Santa Catarina está a foto, o nome e a data do desaparecimento de Karion, ocorrido no dia 15 de junho de 2010, aos 27 anos.

Conforme apurado pelo Portal Agora, Karion era natural de Lages, mas estava morando no bairro Polícia Rodoviária, em Araranguá, quando desapareceu. O boletim de desaparecimento foi registrado no dia 15 de junho de 2010 e consta que ele saiu da casa onde morava por volta das 20 horas para ir atrás de um homem que supostamente teria furtado objetos de sua residência, não sendo mais encontrado.

O delegado Jair Pereira Duarte, coordenador da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Araranguá, ouviu alguns familiares de Karion que afirmaram reconhecer todos os objetos encontrados junto aos restos mortais, enviando fotos para a comprovação.

Como a vítima não tem prontuário em dentista, não foi possível a identificação por meio da arcada dentária. Somente o exame de DNA confirmará a identificação. A DIC instaurou um inquérito policial para apuração de autoria e motivação do crime.

 

 

 

Com informações Karin Mariana / Portal Agora