Foto: Fábio Junkes/OCP News
Foto: Fábio Junkes/OCP News

cerca de um ano, o delegado Fabiano dos Santos Silveira assumia a chefia da 15ª DRP (Delegacia Regional de Jaraguá do Sul), responsável por outros quatro municípios da região. Em entrevista ao OCP, Silveira destaca os desafios à frente da Polícia Civil e da 15ª Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito).

Recém-chegado em Jaraguá do Sul, Silveira tinha como desafios a busca pela manutenção dos bons índices de criminalidade na cidade e também os problemas nos testes práticos de volante após a deflagração da Operação Sinal Vermelho, do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas).

Com experiências na DIC (Divisão de Investigação Criminal) e na Delegacia de Homicídios de Joinville, o novo delegado regional elencou como prioridade qualificação da investigação criminal e da inteligência policial na região. Para tornar esse plano realidade, algumas mudanças estratégicas foram tomadas.

Em maio deste ano, foi criada uma escala para atendimento de crimes graves. Um investigador de plantão passou a ir ao local de roubos com emprego de arma de fogo, crimes sexuais e acidentes de trânsito com morte. Anteriormente, esse atendimento era feito apenas nos homicídios. Agora, a investigação já começa logo após o crime, e não quando é instaurado o inquérito, o que pode levar até 24 horas.

“A coleta de informações essenciais para a resolução do crime já ocorre na cena, com todos os elementos vivos. Esse é um objeto de aperfeiçoamento em todo o mundo. As delegacias de homicídios já vão com a equipe no local não para prender, mas para colocar todas as provas no papel”, destaca.

Silveira afirma que a rápida identificação dos criminosos acaba refletindo na diminuição da reincidência dos criminosos, ou seja, os índices de criminalidade acabam baixando. Além disso, a qualificação da acusação feita pelo Ministério Público é beneficiada e a chance da condenação aumenta.

Inteligência

Um importante passo foi a extinção da DFR (Divisão de Furtos e Roubos) da Delegacia de Polícia da Comarca de Jaraguá do Sul. Em março de 2020, quatro agentes e um delegado foram enviados para compor uma segunda equipe da DIC de Jaraguá do Sul. Além da investigação de homicídios e do crime organizado, a divisão passou a investigar crimes de corrupção e roubos.

“Nós levamos a investigação dos crimes grave como roubos, principalmente a mão armada, para a Divisão de Investigação Criminal. Nós também demos condições para que as próprias delegacias melhorem a questão da inteligência e da integração, além do fluxo de informação, entre elas”, explica.

De acordo com o delegado regional, a partir desta quarta-feira (3), a portaria 6/2020 da 15ª DRP vai ampliar de dois para seis o número de agentes envolvidos na inteligência. Com isso, cada uma das delegacias vai ter um policial civil responsável por repassar informações estratégicas para o delegado regional.

Os agentes também foram incentivados a buscar aperfeiçoamento na Academia de Polícia Civil, em Florianópolis. Grande parte do efetivo de policiais civis da região passou por cursos e, durante a pandemia, continuam a participar das aulas pela internet.

Testes práticos de direção

Coma a prisão de um policial civil por cobrar propina de autoescolas para aprovação de alunos em testes práticos de direção, houve um esforço para a moralização do setor. Os testes passaram a seguir todas as orientações dadas através das resoluções do Conselho Nacional de Trânsito.

A demanda represada e alto número de reprovações dos alunos, que chegou a 70%, fez com que Silveira tomasse medidas para agilizar os testes. Para a habilitação de novos examinadores, com um olhar estratégico, Fabiano conseguiu fazer ajustes nas equipes das delegacias.

“Com a ajuda das prefeituras de Jaraguá do Sul e Guaramirim, conseguimos descentralizar os testes de volantes. No fim do ano passado, um novo examinador ficou responsável pelos exames em Guaramirim. Com isso, aumentamos de 150 para 225 testes por semana”, explica.

Em dezembro de 2019, a 15ª Ciretran também promoveu um mutirão para a realização de exames práticos de direção. Ao todo, foram realizados 350 testes práticos em uma semana. Um segundo mutirão seria feuto, mas foi cancelado por causa do advento da pandemia.

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança