FAB investiga queda de avião com 14 mortes no AM

Foto: Reprodução Redes Sociais

Por: Claudio Costa

19/09/2023 - 05:09 - Atualizada em: 19/09/2023 - 05:59

As investigações sobre o acidente com o avião bimotor turboélice Bandeirante, da Embraer, ocorrido no último sábado (16) ficarão a cargo do Sétimo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa VII). O Seripa VII é ligado ao Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) e à Força Aérea Brasileira (FAB).

Os investigadores já estão no município de Barcelos (AM), onde ocorreu a queda da aeronave, para coleta e iniciar a avaliação dos dados da ocorrência. As investigações não têm prazo para ser concluídas.

Nesta segunda-feira (18), os corpos das 14 vítimas foram liberados. O governo do estado montou uma força tarefa para agilizar os processos de identificação e liberação para os familiares.

Além do Cenipa, as causas do acidente também estão sendo apuradas pela Polícia Civil do Amazonas. O avião saiu de Manaus, no último sábado, com destino ao município de Barcelos, no interior do estado. A aeronave caiu quando tentava pousar no aeroporto da cidade. Chovia forte no momento do acidente.

O avião de médio porte, do modelo EMB-110, levava 12 turistas, que iam pescar no Rio Negro. Além dos passageiros, o piloto e o copiloto da aeronave também morreram.

Lista dos passageiros divulgada pela empresa:

Euri Paulo dos Santos;

Fábio Campos Assis;

Fábio Ribeiro;

Gilcresio Salvador Medeiros;

Guilherme Boaventura Rabelo

Hamilton Alves Reis;

Heudes Freitas;

Luiz Carlos Cavalcante Garcia;

Marcos de Castro Zica;

Renato Souza Assis;

Roland Montenegro Costa;

Witter Ferreira de Faria;

Leandro Souza (piloto);

Fernando Galvão (copiloto).

 

*Com informações da Agência Brasil.

Notícias no celular

Whatsapp

Claudio Costa

Jornalista pós-graduado em investigação criminal e psicologia forense e pós-graduando em perícia criminal.