O que era para ser um fim de semana de festa para o ex-jogador Edílson “Capetinha” terminou em prisão. O ex-atleta que teve passagens por Corinthians e Palmeiras, foi preso na tarde de sábado (4), em Rio Negrinho, no Planalto Norte catarinense, por não pagar pensão alimentícia. De acordo com o próprio Edílson, o valor cobrado da pensão gira em torno de R$ 110 mil.

O ex-jogador estava na cidade para participar de um jogo festivo no qual o também ex-atleta Marcelinho Carioca tinha presença confirmada. Porém, por volta das 13h, segundo o delegado Rubens Almeida Passos de Freitas, Edílson foi preso em uma pousada do município. A polícia cumpria o mandado expedido pela Vara da Família de São Paulo e o ex-jogador não resistiu à prisão, sendo encaminhado ao Presídio Regional de Mafra. Edílson já foi preso outras três vezes pelo mesmo motivo.

A equipe do OCP tentou confirmar, na manhã deste domingo (5), se o atleta ainda se encontra na unidade prisional, mas de acordo com agentes de segurança, “informações só podem ser repassadas ao advogado e aos familiares”.

 

--

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?