Um ex-funcionário do Banco do Brasil planejou e executou um assalto que poderia servir de roteiro para um filme.

Usando uma máscara de borracha, o homem de 36 anos entrou na agência bancária e deu voz de assalto, mas, após uma série de trapalhadas, acabou preso pela Polícia Militar. O crime ocorreu no início da tarde desta segunda-feira (12), por volta das 12h30.

Se passando por um idoso, ele pegou um táxi na Rodoviária rumo ao Centro. O homem disse ao taxista que iria realizar um saque na agência e pediu que esperasse no estacionamento do banco Itaú.

“Pensei que fosse um senhor, até abri a porta do carro para ele”, comentou o motorista.

O assaltante havia trabalhado no local e conhecia bem o prédio. Ele acessou a agência, passou pela porta com detector de metais e foi até o andar superior do banco. Na tesouraria, anunciou o assalto utilizando um bilhete.

“Isso é um assalto. Olhe o meu paletó. Vamos manter a calma. Pegue a bolsa, coloque os envelopes, o dinheiro que tiver na mão. Disfarce, sem alarde. Ninguém precisa de machucar. Entendeu?”, escreveu no papel.

Mesmo mostrando a arma, a funcionária não acreditou na situação uma confusão foi formada. Funcionários ligaram para a Polícia Miliar e, sabendo que poderia ser pego, ele fugiu sem levar nada. Na fuga, pulou de uma janela nos fundos da agência e acabou caiu de um Volkswagen Gol.

Assaltante caiu em cima de um carro estacionado nos fundos da agência | Foto: Cláudio Costa/OCP News

O assaltante acabou quebrando a perna e não conseguiu continuar a fuga. Policiais militares que atenderam a ocorrência encontraram o homem e o renderam. O Corpo de Bombeiros Voluntários foi chamado para realizar o socorro do ferido.

Após o primeiro atendimento, o assaltante foi levado para o Hospital São José. Até o final da reportagem, ele não havia saído da unidade hospitalar. Uma pistola Imbel calibre .380 e 18 munições foram encontradas em uma bolsa dentro do táxi.

Participação de taxista foi descartada

O taxista que fez a corrida até o banco foi até a delegacia e prestou depoimento como testemunha. A participação dele no assalto foi descartada pela polícia. De acordo com o Delegado Daniel Dias, o ex-funcionário do banco deve responder por tentativa de assalto e porte ilegal de arma.

Máscara, pistola e simulacro foram utilizados no assalto | Foto: Fábio Junkes/OCP News

O homem que tentou assaltar o banco trabalhou na agência por cinco anos como caixa. No ano passado, ele optou por um plano de demissão voluntária e saiu do emprego. Sem o emprego no banco, o assaltante teve depressão e, desde então, toma remédios controlados.

A máscara utilizada no assalto foi comprada nos Estados Unidos e custou cerca de R$ 6 mil. Em um depoimento informal aos policiais civis, ele confirmou que cometeu o crime. Uma das hipóteses é de que cometeu o assalto na segunda-feira por causa do movimento de depósitos do fim de semana.

https://ocp.news/seguranca/video-ocp-testa-a-mascara-do-assaltante-do-bb-de-jaragua-para-reconstituir-o-crime

https://ocp.news/seguranca/video-ex-funcionario-se-disfarca-e-tenta-assaltar-banco-do-brasil-em-jaragua-do-sul?utm_source=FB&utm_medium=PP&utm_campaign=assalto_video&fbclid=IwAR3vNq9CGxiccywEWqEcU2Pxo3HkvaFTAqz9f63Rw_hyaKwc6akNN606EDQ

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger