Reportagem de Dyovana Koiwaski para o jornal O Correio do Povo. Uma nova proposta de educação integral chega a 16 escolas catarinenses neste ano letivo. Entre as unidades que passam a oferecer a nova grade está a Heleodoro Borges, na Vila Lalau, em Jaraguá do Sul. Ainda estão disponíveis 50 vagas aos alunos de toda microrregião interessados em se matricular. A iniciativa provém de uma parceria da Secretaria de Estado da Educação com o Instituto Ayrton Senna e Instituto Natura. Além de expandir o tempo em salada de aula, os alunos poderão desenvolver valores e competências para vida pessoal e profissional. Desacreditado no atual modelo de educação, o diretor Leopoldo Diehl colocou a escola à disposição para esta primeira fase de implantação. “É uma forma de construir o aluno, preparando ele para cargos mais exigentes futuramente. Será ensinada a melhor maneira de absorver o conteúdo e planejar seus próximos passos”, explica Diehl. As novas metodologias de ensino devem incentivar os jovens a criar habilidades valorizadas no mundo atual, como resolução de problemas, responsabilidade, comunicação e criatividade. O desenvolvimento será de forma integrada à aprendizagem dos conteúdos, por meio de desafios e questões do mundo real. No Projeto de Vida, um dos componentes da proposta, os jovens terão a oportunidade de pensar, planejar e começar a construir a trajetória pessoal com o apoio dos professores e da família. Matérias como matemática e português serão ampliadas para sete aulas durante a semana, e as demais disciplinas são mantidas normalmente. Outro benefício que vem sendo estudado, conforme o diretor, é a possibilidade de parcerias com empresas que ofereçam vagas de trabalho a esses jovens quando se formarem e ingressarem no mercado. “A ideia é de que eles recebam o valor de um salário mínimo, mais 30%”, explica. Matrículas estão abertas A primeira fase de matrículas aconteceu no começo de dezembro e teve apenas 10 matriculados, conforme o diretor da escola Heleodoro Borges. “Tivemos pouco tempo para divulgação do programa, foram somente dois dias. Outra dificuldade para adesão é porque muitos alunos não querem abrir mão do contraturno disponível para trabalho”, observa. As inscrições são para alunos do primeiro ano do ensino médio. As matrículas serão abertas novamente 2 de fevereiro e seguem até o dia 6. É necessário levar o histórico escolar, certidão de nascimento, CPF e RG dos pais e alunos, comprovante de residência e carteira de vacinação. Alunos de qualquer cidade da microrregião podem participar. Mais informações pelo 3275-0544, a partir de segunda-feira (30).