Na manhã desta quarta-feira, a 6ª Região de Polícia Militar, em parceria com a Diretoria de Saúde e Promoção Social (DSPS) da PMSC, disponibilizou atendimento especial aos policiais militares, agentes temporários, funcionários do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e demais envolvidos diretamente no atendimento à ocorrência do roubo à tesouraria regional do Banco do Brasil, em Criciúma.

A ocorrência, que sitiou a cidade ainda na noite de 30 de novembro, perdurando por duas horas madrugada à dentro, levou terror a moradores - principalmente os da área central -, fez reféns e deixou um policial gravemente ferido. Inclusive a ação começou na sede da própria PM, alvejada com dezenas de tiros.

“Ter essa atenção voltada aos nossos integrantes, sobretudo no fortalecimento da fé, da esperança, do entusiasmo para seguirmos em frente, proporcionando uma segurança com qualidade, respeito ao próximo e sempre valorizando a vida. Agradecemos ao coronel Dionei Tonet, comandante-geral da PMSC, e ao coronel Zelindo, diretor da DSPS, que se sensibilizaram ao pedido da 6ª RPM para realização dessa atividade”, destacou o comandante da 6ª Região de Polícia Militar, coronel Evandro de Andrade Fraga.

Fotos: Divulgação PMSC

 

 

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp