Terminou ontem (31) a angústia dos familiares do jaraguaense Leandro de Oliveira, porém com uma notícia triste. O jovem de 32 anos que estava desaparecido desde a última segunda-feira (28) foi encontrado morto. O corpo foi localizado no início da noite do último dia do ano, após ser avistado por um pescador que ligou para o Corpo de Bombeiros de Guaramirim por volta das 19h30 e informou que viu algo estranho no rio Itapocu nas imediações do Posto Guaramirim em Guaramirim. De acordo  com os bombeiros de Guaramirim, uma viatura dos bombeiros foi deslocada levando um barco ao local informado pelo pescador. Ao realizar rondas de barco pelo rio, um corpo foi avistado pelos bombeiros boiando no rio nos fundos do Posto Guaramirim. O bombeiro Marcos ressalta que "a localização foi rápida e a retirada do corpo do rio durou aproximadamente trinta minutos". Um mergulhador e um bombeiro que estava no barco, além da guarnição que estava na beira do rio, realizaram o resgate do corpo, que estava encostado em capins. “No momento que foi encontrado não deu para reconhecer o corpo, pois estava bastante inchado”. O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado por volta das 20h e recolheu o corpo.“Não deu para identificar marcas ou ferimentos devido ao estado de decomposição”. A família não estava no local neste momento. As buscas ainda estavam sendo realizadas no dia de ontem (31). Os bombeiros de Jaraguá do Sul percorreram o rio Itapocu na região do Salto no Guamiranga em Guaramirim, mas não haviam encontrado o corpo. Foram três dias de buscas, de muito trabalho e empenho. A pista surgiu de um homem que estava pescando, viu algo estranho no rio e acionou os bombeiros no 193, possibilitando encontrar Leandro e finalizar o trabalho dos bombeiros que trabalharam incansavelmente nos últimos dias, mesmo com o forte calor. Leandro havia sido visto pela última vez na segunda-feira. Funcionários de um posto de combustíveis viram ele entrar sozinho de bote no rio Itapocu nas proximidades da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Jaraguá do Sul. Leandro andou de bote no domingo com o irmão e, na segunda-feira, decidiu ir sozinho por volta das 15 horas. A mãe de Reginaldo e o irmão de Leandro foram ao IML ainda ontem (31) e reconheceram o corpo. O  reconhecimento aconteceu por volta das 22h. O primo Reginaldo Mendes dos Santos afirma que não vão poder realizar o velório pois o corpo estava em estado avançado de decomposição e o cheiro era muito forte. O enterro  de Leandro será hoje (1º) às 11 h no cemitério da Vila Lenzi em Jaraguá do Sul.